Pages

Friday, November 30, 2007

Eco

Pergunto-me para onde foram as ideias e as palavras. Será que hibernaram?... Quando relembro os posts do passado reparo como antes havia ideias e sentimentos, razões mais fortes para escrever do que apenas existir. Do que apenas acenar com palavras baratas e meias ocas como um náufrago em busca de significado. Não percebo muito bem se o que se esvaziou fui eu ou simplesmente os meus dedos no teclado. Se há coisas por dizer ou por sentir...

Contando os minutos...

Só mais um dia para soltar o bicho do Natal!...

Wednesday, November 28, 2007

a bit of Christmas fun!


O pequeno post dos porquês # 4

De que é que serve uma pessoa respirar correctamente (pelo diafragma) se depois a grande maioria dos exercícios físicos são apenas para quem respira mal?? E depois vêem dizer que eu é que sou esquisita!

Monday, November 26, 2007

I smell (metaphorical) snow...


E pronto! Com meia duzia de palavras está (quase) instaurada a época natalícia. São duendes e Rudolfos de nariz vermelho a quererem entrar-me nos pensamentos, é o frio, as decorações de rua, os anúncios do Mon Cheri e do Ferrero Rocher, a música nos centros comerciais... Tudo chama, tudo pede chocolate quente e a abertura da fábrica de Natal cá do sítio (que sou eu mesma!)


Mas não! Só daqui a um tempo é que me posso dar a esses luxos... Fazer a árvore, a coroa na porta, os barretes e as astes, fazer as filhoses, comprar e embrulhar as prendas, ouvir músicas de Natal, ver o Quebra Nozes e os dois primeiros Sozinho em Casa, dormir embrulhada em flanela... Huuummm... Esta época sabe bem.

Wednesday, November 21, 2007

My point exactly!


WTF???

Vamos fazer uma grande fogueira e fazer a dança da chuva!


É provavelmente a frase mais estúpida que disse durante... esta semana.

Tuesday, November 20, 2007

Quem diria...

E não é que o meu cérebro até funciona bem quando dorme mais de seis horas?...
É como descobrir um mundo novo, menos desfocado.

Monday, November 19, 2007

Slow learner

Três anos e tal nestas andanças. Seria de esperar que já tivesse aprendido a fazer as coisas como deve ser. É tudo tão bonito no papel, mas depois falta-me o fôlego para me mexer. Há pontas soltas por todos os lados, e tantas coisas que ficaram para trás. Há muitos dias que ando sem coragem para seguir para a frente.

Sunday, November 18, 2007

Para quem precisa de um desenho


Isto é que é um onigiri.

Finalmente!!

Sabe bem sair à rua e sentir o nariz gelado. Isto sim, é Novembro!

Pronunciem-se... (por favor)...

Confesso que isto de passar dias sem ver ninguém e sem messenger me deixa um pouco... neurótica. E este blog - a minha janela para o mundo - anda pelas ruas da amargura. Portanto, só para me levantar a moral - que tal um comentáriozinho, assim só para mostrar que isto não é o vazio que parece, e já agora, para eu não me sentir tipo Robinson Crusoe sem o raio do Sexta Feira...

Friday, November 16, 2007

Wednesday, November 14, 2007

Abaixo o bom tempo!

video

Em Novembro era assim que devia ser...

NÃAAAAAOOOO!!!!

Raios partam o vírus, que já lá vão quase dois meses e nada de uma pessoa poder ir ao Messenger.

Sunday, November 11, 2007

Procura-se

Gostava de ter uma bolha actimel das invioláveis durante 48 horas. Levava os livros, dvds e o saco-cama lá para dentro e esquecia o mundo. Uma pausa sem kit kat...
Quer dizer, pensando bem, preferia uma daquelas salas do Dragon Ball em que uma hora cá fora corresponde a sei-lá-quantos dias lá dentro. Isso é que era!

Thursday, November 08, 2007

Faz espécie

É impressão minha ou este ano compras de Natal e conversas de Natal não combinam com os planos de S. Pedro? É que com vinte e tal graus e um sol radiante a última coisa que apetece são renas e chocolate quente.

BRU-TAL!


Tentações

Ah e tal, se calhar não foi muito esperto da minha parte ter comprado nove livros que só vou poder tocar em finais de Janeiro.

Borders

Imaginem uma livraria do tamanho da Fnac com três andares. Com um piso para DVDs e Um Starbucks incluído. Um sítio onde "está esgotado" dificilmente será proferido. Onde há cestos de compras como se viéssemos buscar artigos de mercearia... É tentação a mais para ser resistida...