Pages

Friday, February 27, 2009

Pointing fingers

Revisão! Rever o passado! Nós, os estudantes do seminário, víamo-nos como os pioneiros da revisão do passado. Queríamos abrir as janelas, deixar entrar o ar, o vento que finalmente faria redemoinhar o pó que a sociedade deixara acumular sobre os horrores do passado. Iríamos zelar para que se pudesse respirar e ver.

[...]

Parecia-nos evidente que teria de haver condenações. E também achávamos claro que só aparentemente se tratava do julgamento de um qualquer guarda ou esbirro de um campo de concentração. Quem estava a ser julgada naquele tribunal era a geração que se serviu dos guardas e dos esbirros, ou que não os impediu, ou que pelo menos não os marginalizou como deveria ter feito depois de 1945. E o nosso processo de revisão e esclarecimento pretendia ser a condenação dessa geração à vergonha eterna.
O leitor, Bernhard Schlink

1 comment:

Tati said...

não tens vergonha pa? tinhas q ler isso mas é em alemao...alias nos ate lemos uns excertos nas aulas da Nicklich. A analfabeta estupida que preferia ser condenada a dizer q era analfabeta lol.