Pages

Tuesday, February 06, 2007

Amores congelados

Isto não estava nos planos. Aos poucos algo acaba (tantas vezes) por me furar o que tinha estipulado. O nariz que começa a fungar, a tosse que me assalta aqui e ali, a moleza que se espanha pelo corpo. Tudo a pedir colo, a fazer beicinho por uma tarde de descanço. E eu mesmo sem tempo a perder lá consinto. Monto o estendal no sofá - manta, chá, lenços, e um grande dvd. E lá começa o serão. Uma hora. Duas. Três. Olho de soslaio, já a antecipar o que se segue. Quatro horas. The end. E nada... Os créditos finais a passar e eu com o olhar ainda fixo no ecran. Bolas! Mais um grande filme! E agora? Como seguir com o resto da noite? Como passar pela prateleira sem tirar mais um livro para o meu regaço, para os meus olhos cansados mas tão sedentos? Como voltar mais uma vez a dizer "fica para o Verão"? Como apagar as vozes, os cenários, os rostos? E porque é que continuo a ver adaptações de clássicos quando já sei que no fim acabo sempre a dedinhar o livro no colo?... Suspiro... Mesmo depois de tanto treino ainda me custa congelar este coração literário até ao Verão. Até aos dias e noites em que me perco do mundo dentro de livros. Mundos e mundos uns atrás dos outros. Ainda sabe a pouco o contentar-me em embalar obras como tesouros que desconheço...

2 comments:

tati said...

tem calma o Verão está quase ai vais ver. passa num instante!

xary said...

custa e não é pouco...

bah.

quando acorda aquela vozinha que nos seduz para as palavras, torna-se muito difícil calá-la.

mas ânimo contigo :) não podemos desesperar (muito) lol

beijo grande *