Pages

Sunday, July 08, 2007

Doce tilintar

Deitada a meio da tarde. O sono vem. Eu deixo. A respiração acalma e os olhos fecham. O vento passa pelos espanta-espíritos e fá-los tilintar. É doce. Inspiro o momento. Então é assim que sabe... já quase me tinha esquecido. Ainda faltam dias, mas não faz mal. Já não tenho (tanta) pressa. À medida que o sol se põe e nasce outra vez a realidade vai morrendo, entrando em sono estival até Setembro. O som dos espanta-espíritos entrelaçado com a minha respiração sabe bem.

1 comment:

xary said...

*tlim tlim* :)

soa-me muito bem também.

devias-te lembrar mais vezes ;)

* [ ]