Pages

Monday, August 28, 2006

Cantinhos

Há tantos cantinhos em casa. Sítios para tudo. Como um felino que marca o seu território eu escolho os meus para cada coisa. Aquela cadeira de baloiço cuja almofada é já o molde do meu rabo. Coloquei uma pequena aparelhagem na cozinha para quando cozinho. O frasco para as bolinhas de sabão está guardado no parapeito da varanda.

A noite tocou à pouco as duas da manhã. A casa dorme. Eu sento-me na cadeira de baloiço, com o candeeiro perto de mim para poder ler. Coloco suave um cd de jazz, daqueles para fazer companhia. Acendo duas velas porque hoje me apetece. Perco-me nas páginas do meu livro... Pausa para chá... Volto-me a sentar, caneca na mão, a apreciar a calma e o sossego. Isto parece algo que li naquele livro.

De certa forma este momentos são uma das verdadeiras essências do carpe diem. Um dolce farniente que daqui a poucas semanas vou deixar de ter por muito, muito tempo. Por agora baloiço-me na minha (tão minha já!) cadeira de baloiço, uma caneca de chá nas mãos e um livro no regaço.

3 comments:

xary said...

é através desses cantinhos criados que uma casa (sobre)vive. e nós com ela.

acho os teus cantinhos e "rituais" simplesmente amorosos :)

beijo grande*

marina said...

it feels like home to me...la la la LOL

:) *********

joana said...

that's just me... lovable! ;P